Terapia da fala: o que é?

O Terapeuta da Fala é um profissional de saúde que previne, avalia e intervém em perturbações da comunicação verbal. O seu trabalho inclui o estudo e análise das funções associadas à expressão e compreensão da fala e de outras formas de comunicação não verbal, além da análise da função de deglutição.

A prática médica do Terapeuta da Fala inclui desde recém-nascidos até pessoas idosas, sempre com o objetivo de otimizar as capacidades de comunicação e de deglutição.

Terapia da fala: quais os sinais nas crianças?

São muitos os sinais de um problema de fala nas crianças, que se podem manifestar desde muito cedo. Apesar de cada criança ter um tempo próprio de desenvolvimento, é importante estar atento a certos sinais. A Givecare dá a conhecer alguns, de acordo com a idade.

Terapia da fala: os sinais dos nascimento até aos 6 meses.

Como já referimos, cada criança tem o seu tempo de crescimento. Ainda assim, é importante dar atenção aos sinais de que podem necessitar de intervenção de um Terapeuta da Fala. Até aos seis meses de idade, é importante reconhecer alguns sinais como:

  • falta de reação a sons:
  • não sorrir;
  • não estabelecer contacto visual.

Terapia da fala: os sinais entre os 6 e os 12 meses.

Com o crescimento, o bebé deverá evoluir no seu comportamento. Deve prestar atenção a:

  • falta de emissão de sons (por exemplo: “mamama” ou “bababa”);
  • não reação ao nome quando o chama;
  • não reagir a sons familiares.

Terapia da fala: os sinais entre os 18 e os 24 meses.

  • Não compreensão de instruções simples;
  • vocabulário reduzido – entre 4 e 6 palavras;
  • não diz palavras simples.

Terapia da fala: os sinais entre os 2 e os 3 anos.

  • Não faz perguntas sobre o que vê;
  • não tem capacidade de construir frases com duas ou mais palavras;
  • o vocabulário é inferior a 200 palavras.
  • recorre mais a gestos do que a palavras para se expressar;
  • apresenta dificuldades em imitar gestos/danças simples associados a músicas infantis.

Terapia da fala: os sinais entre os 3 e os 4 anos.

Nesta fase a criança já deverá apresentar um quadro de comunicação mais desenvolvido. É importante estar atento a comportamentos, como:

  • padrão de fala pouco inteligível para os interlocutores;
  • incapacidade de produzir frases simples;
  • incapacidade de nomear as coisas, utilizando palavras como “isto” e/ou “coisa”;
  • não compreende ordens simples, a não ser que sejam ditas de forma lenta ou acompanhadas de pistas visuais, como apontar.

Terapia da fala: os sinais dos 4 aos 5 anos.

A partir dos 4 anos a criança deverá ser mais autónoma na sua comunicação com pais, família e outras crianças. Deve atender a eventuais sinais que surjam, como:

  • omissão ou troca de sons nas palavras;
  • dificuldade em obedecer a instruções simples;
  • confusão na resposta a questões relacionadas com o “ontem” ou o “amanhã”;
  • dificuldade em começar ou repetir uma palavra, parecendo gaguejar;
  • incapacidade ou limitação em contar uma história e/ou na descrição de acontecimentos da rotina diária.

Terapia da fala: os sinais dos 5 aos 6 anos.

O início da escolaridade merece a atenção de pais e a ajuda de professores, uma vez que os mais novos passarão mais tempo na escola. Alguns sinais que poderão indicar a necessidade de terapia da fala são:

  • utilização de frases mal estruturadas;
  • articulação incorreta das palavras;
  • discurso incoerente e desorganizado, que não responda a uma questão colocada;
  • incapacidade de manter e explorar um tema de conversa;
  • dificuldade em distinguir sons da fala – como “mota” e “bota”.

Procure a ajudar de um profissional ao domicílio.

Se detetar os sinais descritos acima poderá ser importante para a criança ter sessões de terapia da fala. Na aplicação Givecare pode encontrar os profissionais de que precisa e realizar este tipo de sessões na sua casa. Deste modo diminuirá o impacto no seu dia a dia e do seu filho.

Todos os profissionais na aplicação Givecare são validados pela nossa equipa, para que possam prestar a melhor assistência.

Instale a aplicação:

 

O que faz um Terapeuta Ocupacional?

Um Terapeuta Ocupacional tem como missão promover o bem-estar e a qualidade de vida de pessoas de todas as idades. Um Terapeuta Ocupacional começa por observar a atividade da pessoa que necessitará da sua ajuda de modo a perceber a intervenção a realizar.

O trabalho do Terapeuta Ocupacional dedica-se a três dimensões: a pessoa, a sua ocupação e o ambiente em que se insere. As ocupações vão desde os cuidados diários como tomar banho, vestir-se, alimentar-se; o lazer ou com a produtividade, seja no emprego ou em situações de voluntariado, por exemplo.

Quem pode ser ajudado por um Terapeuta Ocupacional?

O Terapeuta tem qualificação para ajudar desde recém nascidos até pessoas idosas. Trabalha áreas diversas, como a saúde mental, a reabilitação física, a neurológica, entre outras.

 

O Terapeuta Ocupacional dedica-se ajudar pessoas com quadros clínicos específicos, como:

  • pessoas com artrite reumatóide e/ou dor crónica;
  • pessoas que tenham sofrido um AVC;
  • vítimas de traumatismo crânio-encefálico;
  • pessoas que utilizem prótese articular;
  • casos de lesão vertebro-medular;
  • doentes de Alzheimer ou outras demências;
  • pessoas com problemas de equilíbrio;
  • doentes oncológicos;
  • pessoas com esclerose múltipla;
  • indivíduos com paralisia cerebral;
  • vítimas de disfunção cognitiva.

Terapeuta Ocupacional: a importância do serviço ao domicílio.

As pessoas que podem necessitar da intervenção de um Terapeuta Ocupacional podem ter limitações na sua mobilidade ou, em alguns casos, terão dificuldades em mudança de rotinas, como a deslocação a um consultório.

Por essa razão, a deslocação ao domicílio nestes casos é essencial para que o tratamento seja o mais eficaz possível.

Na aplicação Givecare pode encontrar os Terapeutas Ocupacionais de que precisa e realizar este tipo de sessões na sua casa. Todos os Terapeutas Ocupacionais inscritos na aplicação Givecare são validados pela nossa equipa, para que possam prestar a melhor assistência.

Instale a aplicação: