Gripe e constipação: sintomas e prevenção!

Os termos gripe e constipação são frequentemente usados durante os meses de Outono/Inverno para descrever sinais e sintomas do foro respiratório. Na verdade, ambas as doenças resultam de infeções virais embora os viros sejam diferentes, pelo que as doenças também se comportam de maneira diferente.

A Gripe, afeta o sistema respiratório (pulmões e vias respiratórias), a sua transmissão é feita através de espirros ou de tosse, quando a pessoa infetada tosse. Também pode ocorrer por contacto (uso de objetos que estejam contaminados com secreções de alguém infetado).

É característica por apresentar sintomas de febre, dores de cabeça, tosse, dores de garganta, dores musculares e por vezes olhos inflamados. Os sintomas de gripe duram mais tempo que os da constipação e podem estar associados a febre alta, tremores e dores musculares.

A prevenção é a melhor arma contra a gripe pelo que a vacinação é fundamental, deve ser anual e as pessoas que devem ser vacinadas são as que têm maior risco de ter complicações associadas a doença.

Evitar o contágio com o uso de máscara, lavagem frequente das mãos, tossir ou espirrar diretamente para um lenço de papel (não usar as mãos).

A Constipação, caracteriza-se por ser uma infeção das vias respiratórias superiores, geralmente ligeira. A transmissão ocorre por contacto de secreções respiratórias de pessoa infetada, através das mãos, da tosse, espirros ou proximidade entre indivíduos.

Característica por apresentar congestão e corrimento nasal intenso, comichão e vermelhidão no nariz, diminuição ou perda do cheiro e paladar, espirros, olhos lacrimejantes, dor de cabeça e/ou de garganta e febre ligeira. São sintomas que tende a durar por um período mais curto de tempo comparativamente aos da gripe.

Prevenir o contágio é fundamental através do uso de máscara, lavagem frequente das mãos, tossir ou espirrar diretamente para um lenço de papel (não usar as mãos).

Habitualmente as pessoas ao fim de cinco a sete dias recuperam da sintomatologia, devem nesse período procurar descansar bem, ingerir muitos líquidos e tomar medicamentos não sujeitos a receita médica para alívio de sintomatologia, se necessário. Consulte um médico para quadros grave da doença.